Terceira

A Terceira é uma das cinco ilhas que compõem o Grupo Central do Arquipélago. Atinge a sua altitude máxima no Pico de Santa Bárbara, a 1021m acima do nível do mar, e a sua superfície é de 401 km2, ocupando o terceiro lugar em extensão entre as 9 ilhas dos Açores. Do ponto de vista geomorfológico, destaca-se a existência de três maciços: um formado pela Serra do Cume e respectiva caldeira; outro pela Serra do Morião e a caldeira de Guilherme Moniz; e um terceiro, o de Santa Bárbara que também inclui uma caldeira. Estas estruturas são fruto dum vulcanismo recente, podendo observar-se campos de lavas históricas em vários sectores da ilha, entre os quais são visíveis os resultantes da erupção de 1761. No que respeita o litoral, existem alguns troços com alcantilados que podem atingir os 150m de altura, concretamente na zona oriental, se bem que uma boa parte da costa se apresente pouco escarpada e com vastas plataformas (fajãs) de lava que entram mar adentro. De entre estas últimas, distinguem-se as da Ponta do Queimado, no extremo Oeste: a Ponta dos Biscoitos e a do Mistério, a Norte; e Praia da Vitória, no extremo oriental. Chamam a nossa atenção quer um ilhéu, situado no lado sul da ínsula, o Ilhéu das Cabras, um antigo vulcão desmantelado e partido em dois pela acção da erosão marinha; quer o Monte Brasil, um vulcão originalmente separado da ilha a que veio a unir-se através de uma barra composta por sucessivas camadas de sedimentos, tratando-se portanto de um tômbolo. À excepção dos maciços já mencionados, e de alguns vulcões dispersos com um alinhamento este-oeste, o relevo da Terceira é geralmente bastante plano.

Em relação ao clima, a precipitação média anual nas zonas baixas é de cerca de 1.100mm, mas, nas áreas montanhosas e nas zonas centrais mais altas, ascende a 2.500mm, o que demonstra, mais uma vez, como o factor relevo, aliado a uma maior densidade de vegetação, faz aumentar substancialmente a pluviosidade. Tal como ocorre em outras ilhas do Arquipélago, os dias de sol por ano são algo escassos, aumentando no litoral e com a chegada do verão. Este regime de chuvas favorece a existência de vastos prados que se mantêm verdes ao longo de quase todo o ano.

A população actual desta ilha é de 56.062 habitantes (Censo 2011), a maioria dos quais se concentra nos dois núcleos mais importantes: na capital, Angra do Heroísmo, e em Praia da Vitória. A ilha deve o seu nome ao facto de ter sido a terceira a ser descoberta, depois das duas que compõem o Grupo Oriental do Arquipélago, Santa Maria e São Miguel. Os primeiros povoadores chegaram à ilha por volta do ano de 1450 e, rapidamente, o porto de Angra do Heroísmo ganhou importância regional, em grande parte devido à protecção natural que lhe confere o Monte Brasil.

Em 1983, Angra do Heroísmo foi declarada Património Mundial da Humanidade pela UNESCO. Trata-se, sem dúvida, de uma das cidades mais bem conservadas entre as que compõem os arquipélagos da Macaronésia. Ainda sob o ponto de vista cultural, a cidade acolhe uma das principais sedes da Universidade dos Açores.

Em 1980, teve lugar um grande terramoto na Terceira, acontecimento dramático que matou 51 pessoas, deixando feridas muitas mais, e que afectou severamente a capital, causando a destruição total ou parcial de muitos edifícios. Esta catástrofe natural favoreceu – ainda mais – a já tradicional emigração com destino à América do Norte, Estados Unidos e Canadá.
A economia local assenta sobretudo no sector primário, com destaque para a pecuária: existem na ilha vastas extensões de terreno dedicado às pastagens do gado bovino. Este gado é sobretudo gado leiteiro, porque, como se sabe, as ilhas dos Açores contribuem com uma percentagem significativa para a produção de leite e de produtos lácteos do país. Tal como acontece no resto do Arquipélago, a pesca é outro sector económico de relevância.

Nas últimas décadas, o aumento do turismo também se fez sentir na Terceira; daí que a importância do sector terciário tenha vindo a crescer de dia para dia, com a construção de diferentes infra-estruturas, incluindo museus e centros de turismo.
Ainda no âmbito da economia, é obrigatório mencionar o uso combinado do Aeroporto das Lajes, que, além das instalações civis, acolhe a base militar americana usada pelas forças da NATO.

Google maps
Volter